Usando um pen drive USB como HD no Linux

Contrário ao que a maioria das pessoas pensam ao ler o título deste post, colocar um sistema Linux para rodar em um pen drive usb e usá-lo como o disco rígido principal, não é algo tão difícil.

Estamos falando de um sistema Linux instalado no pen drive e não um sistema Live Linux, pois este último, temos muitos sistemas prontos e disponíveis na rede.

Em resumo, para rodarmos um sistema Linux em um pen drive USB como HD, você deve instalar normalmente o sistema no pen drive, inclusive o Grub. Depois configurar no SETUP do computador para iniciar o Boot no pen drive USB, agora “Disco Rígido USB” e deverá funcionar.

Muito fácil né. Pena que a vida não é um mar de rosas. Prepare-se para os detalhes.

Isto pode não funcionar porque os dispositivos USB são reconhecidos e disponibilizados sempre após os discos rígidos comuns (Sata, Pata, SCSI, SAS,…), portanto se você instalou o sistema no Pen Drive e o seu computador possui um disco rígido interno, todas as entradas dos pontos de montagem colocadas no arquivo de configuração do Boot Loader, no caso do Grub o arquivo /boot/grub.conf e no arquivo da tabela de sistema de arquivos, o /etc/fstab, estarão apontando para provavelmente o dispositivo /dev/sda, primeiro disco rígido em um sistema Linux, e quando você colocou para iniciar o boot no disco USB este será disponibilizado como /dev/sdb, ou seja, todas as montagens de discos irão falhar, causando a quebra do sistema. Fique atento, pois sda e sdb são referências, na sua instalação pode ser diferente, mas o importante é entender que o sistema só não irá subir porque há divergência nos pontos de montagens do momento da instalação para o da execução.

Uma solução, não muito bela, é remover fisicamente o disco rígido interno e refazer a instalação do sistema no Pen Drive, pois neste caso o instalador do Linux irá reconhecer apenas um disco e ao inicializar tudo deve funcionar normalmente. Entretanto há uma solução muito mais poética que esta, no qual consiste em ajustar estas entradas nos arquivos /etc/fstab e /boot/grub.conf.

De posse do Pen Drive já instalado com o sistema Linux, conecte ele em qualquer computador, no qual tenha um sistema Linux funcionando e acesse o conteúdo do Pen Drive para editar os arquivos citados anteriormente. No arquivo /boot/grub.conf procure pela expressão root= e acerte o valor, por exemplo, digamos que esteja com o valor /dev/sda1 e você tem um disco rígido interno, coloque para /dev/sdb1 e no /etc/fstab siga a lógica da alteração no /boot/grub.conf, ou seja, se trocamos a entrada no Grub de /dev/sdaX para /dev/sdbX, faça o mesmo em todas as linhas do fstab que contiverem o dispositivo em questão.

Por fim, ter um sistema Linux instalado e funcionando em um Pen Drive requer um pouco mais de atenção do usuário logo após instalá-lo acerca da quantidade e ordem dos discos no computador, pois fora isto, não há impedimento para tal funcionalidade.