Como configurar servidor NFS e compartilhar arquivos no Centos 5

Compartilhar arquivos por NFS é tarefa recorrente no meu ambiente de trabalho. É o tipo de coisa simples e bastante útil que todo administrador Linux deve poder contar, veja como configurar um servidor NFS simples e totalmente funcional, segue:

Certifique-se que os requisitos de software estejam completados, instalando o nfs-utils e o portmap:

yum install nfs-utils portmap


Execute os comandos abaixo, para configurar a inicialização automática destes serviços, pois caso ainda não estejam configurados desta forma, após o comando, eles estarão:

chkconfig --level 2345 nfs on
chkconfig --level 2345 nfslock on
chkconfig --level 2345 portmap on

Inclua no arquivo /etc/exports os diretórios/pastas que serão compartilhados, no exemplo a seguir vamos compartilhar um diretório no raiz de nome /path_comum:

Use o vi – ou editor de sua preferência – para criar e editar o arquivo exports:

vi /etc/exports

Inclua a linha /caminho/completo IP_do_Servidor(opções), para nosso exemplo o arquivo ficaria assim:

/path_comum 192.168.254.221(rw,sync)

Precisamos garantir que algumas portas estejam abertas no firewall, para tanto vamos definir na configuração do NFS as portas padrões e depois ajustar algumas configurações do iptables.

Comece editando o /etc/sysconfig/nfs. Novamente sugiro usar o vi, mas isto é uma decisão sua:

vi /etc/sysconfig/nfs

Nele devemos procurar pelas linhas descritas abaixo e retirar o carácter de comentário do início da linha – caso houver.
Importante ressaltar que estas linhas NÃO estarão em sequência, você deve navegar nas linhas do arquivo para encontrar cada uma delas.

LOCKD_TCPPORT=32803
LOCKD_UDPPORT=32769
MOUNTD_PORT=892
STATD_PORT=662

Agora vamos editar o /etc/sysconfig/iptables, muito cuidado neste item para não destruir nenhuma regra existente no firewall.

vi /etc/sysconfig/iptables

Se você não alterou o valor de nenhuma das portas no arquivo /etc/sysconfig/nfs, suas novas regras de firewall para o iptables serão como a seguir.
Note que é importante que estas regras sejam inseridas no arquivo, ou seja, o conteúdo existente no arquivo deve permanecer e tenha certeza de incluir todas as linhas antes da linha COMMIT e de qualquer outra regra REJECT:

# NFS
-A RH-Firewall-1-INPUT -m state --state NEW -m tcp -p tcp --dport 111 -j ACCEPT
-A RH-Firewall-1-INPUT -m state --state NEW -m udp -p udp --dport 111 -j ACCEPT
-A RH-Firewall-1-INPUT -m state --state NEW -m tcp -p tcp --dport 662 -j ACCEPT
-A RH-Firewall-1-INPUT -m state --state NEW -m udp -p udp --dport 662 -j ACCEPT
-A RH-Firewall-1-INPUT -m state --state NEW -m tcp -p tcp --dport 892 -j ACCEPT
-A RH-Firewall-1-INPUT -m state --state NEW -m udp -p udp --dport 892 -j ACCEPT
-A RH-Firewall-1-INPUT -m state --state NEW -m tcp -p tcp --dport 2049 -j ACCEPT
-A RH-Firewall-1-INPUT -m state --state NEW -m udp -p udp --dport 2049 -j ACCEPT
-A RH-Firewall-1-INPUT -m state --state NEW -m tcp -p tcp --dport 32803 -j ACCEPT
-A RH-Firewall-1-INPUT -m state --state NEW -m udp -p udp --dport 32803 -j ACCEPT
-A RH-Firewall-1-INPUT -m state --state NEW -m tcp -p tcp --dport 32769 -j ACCEPT
-A RH-Firewall-1-INPUT -m state --state NEW -m udp -p udp --dport 32769 -j ACCEPT

Terminadas as regras de firewall – parte mais crítica e fundamental para o funcionamento – vamos reiniciar/iniciar todos os serviços necessários:

service iptables restart
service nfs restart
service nfslock restart

Se estiver com dificuldades com o firewall, você pode optar por desativa-lo temporariamente, para o serviço iptables

Se tudo correu bem, temos um servidor NFS simplificado e totalmente funcional.

Para mapear uma unidade NFS como está que fizemos, use:

mount -t nfs -orw 192.168.19.202:/path_comum path_comum19

Ou se preferir que a montagem seja persistente, insira a linha abaixo no arquivo /etc/fstab.
Esta linha monta o compartilhamento NFS 192.168.19.202:/path_comum na pasta /Zanthus/Zeus/path_comum19 do computador local.

192.168.19.202:/path_comum /Zanthus/Zeus/path_comum19 nfs hard,intr 0 0

É isto ai, qualquer adversidade, pergunte.

2 comentários sobre “Como configurar servidor NFS e compartilhar arquivos no Centos 5”

Deixe uma resposta